Criptomoedas promissoras: confira a lista das principais para 2022

O mercado de moedas digitais está aquecido. Entre subidas e descidas, o Bitcoin vai ganhando concorrentes cada vez mais sólidos, e essa solidez faz com que haja maior segurança no investimento em alguma delas. Porém, como são muitas fica difícil escolher aquela que seja uma aposta acertada. Então, para te ajudar, vamos indicar oito criptomoedas promissoras para 2022 que tenham projetos sólidos.

Esse artigo também está no formato Web Story – clique aqui e conheça esse novo formato

Leia mais: Como investir em Bitcoin em 4 passos!

O que são as criptomoedas

Criptomoedas são basicamente moedas virtuais, as quais só existem como ativos digitais. A diferença em relação às moedas tradicionais está no fato de que elas integram um banco de dados público compartilhado. Além disso, elas também funcionam de maneira independente a um coordenador central. Ou seja, as transações realizadas são registradas no banco de dados público, auditável e transparente.

Histórico das criptomoedas em 2021

Para entender quais sejam as criptomoedas promissoras para 2022, é bom olharmos para o ano de 2021. Isso, pois houve algumas sinalizações bem interessantes com relação aos criptoativos disponíveis no mercado e suas valorizações de maneira geral.

Ativo   2021 (em dólar)
Bitcoin   59,6%
Ethereum   400%
Demais Criptos   552,4%
S&P500 EUA   26,8%
Ouro   -3,6%
Imóveis Case-Shiller EUA   18,7%

Com relação às moedas em si, é possível ver de maneira bem interessante a atuação de algumas delas no mercado de valores.

Criptomoeda   2021 (em dólar)
Shiba Inu (SHIB)   200.000%+
Gala Games (GALA)   44.900%
The Sandbox (SAND)   16.055%
Axie Infinity (AXIE)   15.976%
Polygon (MATIC)   14.008%
Terra (LUNA)   13.214%
Fantom (FTM)   12.204%
Solana (SOL)   11.179%
Decentraland (MANA)   3.877%
Dogecoin (DOGE)   2.919%

Leia também: BTG e XP lançam no mesmo dia suas plataformas de criptoativos

Criptomoedas promissoras para 2022

Ethereum (ETH)

A Ethereum é a primeira moeda digital que permitiu uma camada adicional de informações na blockchain. Por isso, o banco de dados descentralizados é mais servido, aumentando sua transparência e fortalecendo o projeto envolvido. Em 2022/23 haverá a implementação da Ethereum 2.0, sendo que nela a capacidade de processamento aumentará significativamente.

Layout

Aprenda a investir agora!

Conheça o nosso simulador de investimento e faça escolhas inteligentes.

Simular agora
Layout

Aprenda a investir agora!

Conheça o nosso simulador de investimento e faça escolhas inteligentes.

Chainlink (LINK)

A Chainlink é a criptomoeda que leva informações do mundo real para a blockchain. Assim, o banco de dados compartilhado é alimentado com informações que aumentam a confiança nos dados. Ou seja, transações que envolvam muito dinheiro têm um suporte adicional, e esses detalhes agradam muita gente.

O ativo possui integração com mais de 400 projetos e empresas, e, só para citar alguns nomes, Google e Intel estão na lista.

Solana (SOL)

Algumas criptomoedas recebem a etiqueta de Ethereum killer. Ou seja, têm o potencial e a finalidade de derrubar a hegemonia da Ethereum entre os destaques modernos. Aumentando o seu valor em mais de 11.000% em 2021, a empresa recebeu aportes financeiros de mais de US$314 milhões recentemente. Assim, tem bastante gordura para queimar em seus investimentos, o que pode refletir em lucro para os investidores.

Polygon (MATIC)

A Polygon é uma moeda surgida com o intuito de resolver problema de processamento da rede Ethereum. Por isso, aplicativos descentralizados que usem dele acessam taxas menores para transações.

Há pouco tempo, a Polygon anunciou que queimaria parte dos tokens recebidos como pagamento. Então, a tendência natural seria haver uma colaboração para sua valorização a longo prazo. Ou seja, precisa naturalmente estar na lista de criptomoedas promissoras!

Decentraland (MANA)

Criptomoedas dedicadas ao metaverso também entram na lista. Nesse caso, a Decentraland se destaca pelas parcerias com grandes empresas e artistas. Só para se ter uma ideia, já foram anunciados projetos com Samsung e Atari, além do Banco JP Morgan. Ou seja, um selo de qualidade natural para o universo Decentraland.

Avalanche (AVAX)

A Avalanche tem seus benefícios. Além das baixas taxas de transação, registrou uma alta de 3.326,70% em 2021. Ademais, essa criptomoeda também se trata de uma rede, composta por três blockchains individuais: X-Chain, C-Chain e P-Chain, o que aumenta sua valorização.

Polkadot (DOT)

Sendo considerada mais uma Ethereum killer, a Polkadot também tem uma projeção bem interessante para 2022. Em 2021, registrou uma alta de 187,40% no seu valor, e atualmente, em 2022, figura entre as 10 primeiras listadas no ranking global de criptomoedas.

  1. The SandBox (SAND)

Algumas das criptomoedas promissoras aqui apresentadas contam com suas particularidades inclusive em relação às outras moedas. No caso da SandBox, sua tecnologia de blockchain permite criar terrenos virtuais os quais podem ser negociados.

Se você é daqueles que confia mais quando a propaganda é mais cara, saiba que empresas como a Tesla já optaram por utilizar este criptoativo. Duvidar das escolhas do Elon fica difícil, sim?

Como investir em criptomoedas

O mercado das criptomoedas tem se expandido o suficiente para fazê-lo ser visto inclusive pelo mercado tradicional. Os ETFs (Exchange Traded Funds), por exemplo, são fundos de índice negociados na própria Bolsa de Valores e que acompanham os preços das moedas digitais. Portanto, investir em criptomoedas está cada vez mais comum, e pode ser que você queira saber. Há duas maneiras de realizar um investimento desse tipo.

Primeiro, o modo peer-to-peer, em que a negociação de compra ocorre diretamente com outras pessoas. Esse modelo é o mais desencorajado, pois abundam casos de pessoas que tiveram problemas, sobretudo com a entrega do produto. A vantagem é que a transação é livre de taxas.

Layout

Sonhando com a casa ideal?

Use nosso simulador para encontrar o melhor financiamento.

Simular agora
Layout

Sonhando com a casa ideal?

Use nosso simulador para encontrar o melhor financiamento.

No modo mais tradicional, corretoras especializadas podem realizar esse investimento, que são as chamadas Exchanges. Por meio delas, o cliente tem acesso às criptomoedas mediante o pagamento de uma taxa, a qual garante a segurança da operação.

Depois da aquisição, as criptomoedas são guardadas em carteiras digitais ou físicas. Nas exchanges, por exemplo, você pode deixar seus ativos depositados numa wallet controlada pela própria empresa. No caso de você querer ficar com eles, pode adquirir uma carteira digital no mundo virtual ou pode ter uma carteira “virtual” física. Neste caso, suas criptomoedas ficam dentro de uma espécie de pendrive, com chave de encriptação.

Leia mais: Mineradora Bitcoin: entenda como funciona e os ganhos

Se você gostou do nosso conteúdo, então continue acessando o blog Meu Portal Financeiro. Produzimos conteúdo para que você esteja sempre por dentro das mais recentes novidades do mercado.

 

Plataformas de criptoativos da XP e BTG Pactual Criptomoedas promissoras: confira a lista das principais para 2022