IGPM

igpm

O IGPM (Índice Geral de Preços do Mercado) realiza o cálculo da oscilação de preços de produtos e serviços do país. Portanto, através dele é possível medir a inflação e saber como a economia está sendo afetada.

Saber tudo sobre IGPM, o que é, IGPM acumulado, IGPM do aluguel, qual o valor dele nos últimos anos e qual a projeção para este ano, te transforma em um cidadão mais consciente e pode te ajudar a empreender, além de investir.

O que é o IGPM?

O índice é calculado todos os meses pelo Ibre (Instituto Brasileiro de Economia), braço da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Vale destacar que além dos cálculos realizados mensalmente, o instituto divulga projeções a cada 10 dias.

O Índice Geral de Preços do Mercado é uma aplicação do IGP (Índice Geral de Preços), criado em 1947 pela Fundação Getúlio Vargas, com o objetivo de apontar as variações dos produtos agropecuários e industriais.

A partir do IGP surgiu o IGPM, o IGP-10 (Índice Geral de Preços – 10) e o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI). Cada um deles possui um tempo de recolhimento das informações do mercado para realização do cálculo de cada um deles.

Vale destacar que o IGPM faz o levantamento dos preços do mercado do dia 21 do mês anterior até o dia 20 do mês vigente.

Por isso ele é uma ferramenta poderosa para medir a inflação do país. Além disso, ele pode ser utilizado para corrigir preços do mercado, como por exemplo aluguel e energia elétrica.

Ademais, o IGPM também pode ser utilizado para atualizar tarifas públicas, planos de saúde, entre outros valores.

Bradesco
Escolha agora seu cartão
Solicitar agora
*Sujeito à análise
Programa de pontos
Ofertas exclusivas
Cashback

IGPM acumulado

O IGPM acumulado é a média dos valores do IGPM dos últimos 12 meses, ou seja, trata-se do acumulado do último ano.

Ele é utilizado para reajustar valores previstos em contratos, como por exemplo: seguros, planos de saúde, aluguel, entre outros. Seu cálculo é feito através de juros compostos.

IGPM do aluguel

Como falamos acima, o IGPM acumulado serve para realizar o cálculo do aluguel, pois é a soma da média dos últimos 12 meses do índice. Ou seja, os valores serão ajustados anualmente, de acordo com a média de preços calculada.

Importante frisar que o Índice Geral de Preços do Mercado também serve para calcular o preço de outros serviços como plano de saúde, seguro de vida, seguro automotivo, entre outros.

Para realizar o cálculo do IGPM sobre um contrato de aluguel reajustado todos os anos, é possível utilizar a seguinte fórmula:

Valor atualizado = Valor atual x Fator (IGPM Anual + 1).

Desse modo, se pegar como base o IGPM acumulado de 2021 e aplicarmos no reajuste anual de um contrato de aluguel de R$ 1.000, teremos o seguinte modelo:

  • Valor do aluguel x IGPM: R$ 1000 x 1,1780
  • Valor do aluguel atualizado: R$ 1.178

Caso preferir, alguns sites realizam o cálculo online, respeitando determinados períodos. Para fazer uma simulação, acesse o site do SEDEP, por exemplo.

Qual o valor do Índice Geral de Preços do Mercado nos últimos anos?

Para se ter uma ideia de como o IGPM pode variar de acordo com a situação econômica do país, separamos os últimos dez IGPM acumulados, confira abaixo:

2011 – 5,10%
2012 – 7,82%
2013 – 5,51%
2014 – 3,69%
2015 – 10,54%
2016 – 7,17%
2017 – (-0,52%)
2018 – 7,54%
2019 – 7,30%
2020 – 23,14%
2021 – 17,80%

Podemos perceber o aumento do Índice Geral de Preços do Mercado acumulado nos últimos dois anos por conta da crise provocada pela pandemia do coronavírus.

O IGPM pode ser sentido no bolso, pois seus números são utilizados parametricamente por empresas de serviços de telefonia e energia elétrica, respondendo pelos reajustes das tarifas sofridas nesses segmentos.

Qual a projeção do IGPM para 2022?

Especialistas apontam que o IGPM acumulado pode começar a cair em maio de 2022, depois de operar meses em ritmo de alta.

A alta do índice está atrelada também ao aumento do preço da gasolina e do diesel. Se o cenário fosse diferente, a queda do Índice Geral de Preços do Mercado em 2022 já poderia estar ocorrendo.

Com a pandemia do novo coronavírus ainda em alta em vários países, o IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo), o IPC (Índice de Preços ao Consumidor) e o INCC (Índice Nacional da Construção Civil), dispararam por conta da aumento da demanda sobre a oferta e o período de escassez de chuva, provocando seca e o aumento do preço da energia elétrica e das commodities.

No entanto, com o avanço da vacinação e a retomada econômica, é esperado um certo alívio.

Por fim, o Índice Geral de Preços do Mercado sobre 1,82% em janeiro de 2022, desse modo o índice acumula alta de 16,91% nos últimos 12 meses. Para se ter uma ideia em janeiro de 2021, o índice acumulava alta de 25,71% em 12 meses.

Termos relacionados

Fechamento de capital

O fechamento de capital ou a deslistagem é uma ação que as empresas podem tomar para evitar a falência. Isso pode ser devido a regulamentações

Ler mais

Passivo

Um passivo é uma obrigação que uma empresa deve a outra parte. Pode ser um empréstimo bancário, um IOU ou uma conta mensal de telefone

Ler mais

Day Trade

Day trade é um modelo de investimento em ações na Bolsa de Valores, no qual o investidor compra e vende ações num mesmo dia. Um

Ler mais
João Santos

João Santos

Produtor de conteúdo especialista em finanças e investimentos, com uma bagagem de 10 anos atuando em PMEs.

Newsletter